Renan vai convocar Onyx e ameaça prender ministro: “Se ele reincidir”, avisa

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid-19, afirmou, nesta quinta-feira (24), que pretende convocar o Ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Onyx Lorenzoni; para que ele responda sobre supostas acusações e ameaças feitas ao deputado federal Luis Miranda (DEM), que teria inventado irregularidades em uma compra da vacina contra o coronavírus, Covaxin, que não ocorreu.

Onyx Lorenzoni, na quarta-feira (23), respondeu às acusações de Miranda referentes a irregularidades na compra da vacina indiana. Na ocasião, o Ministro afirmou que a Polícia Federal vai investigar tanto ele quanto o irmão, que é servidor do Ministério da Saúde.

O senador disse que a declaração de Onyx foi intimidatória ao parlamentar e disparou:

- Nenhuma comissão parlamentar do mundo pode ficar exposta à coação de testemunha - alegou o senador, investigado em 17 processos no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre corrupção e lavagem de dinheiro.

Renan afirmou que Onyx será convocado para prestar depoimento na Comissão por suposta coação.

- E se ele reincidir, vamos requisitar a prisão dele - chantageou.

Luis Miranda se elegeu deputado federal em 2018, com mais de 65 mil votos, mesmo morando nos Estados Unidos. Nas redes sociais, ele se descreve como alguém que "saiu do Brasil para mudar de vida" ou um "deputado Federal com espírito empreendedor e vontade de mudar o Brasil, começando pelos cortes nos impostos para darmos dignidade para o povo brasileiro".

Em 2019, foi acusado na Justiça Eleitoral de fraude no impulsionamento de conteúdo e compra de votos. Foi absolvido das instâncias superiores. Também já respondeu por estelionato e foi inocentado.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários