Ignorando indulto presidencial, Moraes aplica mais uma multa em Silveira

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, está disposto a travar uma quebra-de-braço com o presidente Jair Bolsonaro (PL) e não está disposto a perder. Esta semana, dias depois que o Planalto entrou com uma ação contra o magistrado no Supremo, Moraes determinou novamente multa contra deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ).

Silveira vem sofrendo represálias do ministro desde fevereiro de 2021. São prisões, obrigatoriedade do uso de tornozeleira, impedimento de utilizar as redes sociais, cassação de mandato e até a inelegibilidade. Tudo porque o parlamentar usou a internet para publicar vídeos em que criticava a postura política do Poder Judiciário.

Bolsonaro concedeu o indulto presidencial a todos os supostos crimes de Silveira e ele não deveria mais estar sofrendo sanções do STF nesse sentido, mas Moraes, que será o próximo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), insiste em multar Silveira pela falta de uso da tornozeleira eletrônica.

O total da pena ja chega a R$ 645 mil e é sempre pelo mesmo motivo.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários