"Fachin, Barroso e Moraes infernizam o Brasil", dispara Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PL), em entrevista ao Correio da Manhã, desabafou sobre o ativismo político do Supremo Tribunal Federal (STF) e não se intimidou em dizer que três integrantes da Corte "infernizam o Brasil".

- Temos três ministros que infernizam, não é o presidente, mas o Brasil: Fachin, Barroso e Alexandre de Moraes. Esse último é o mais ativo - disparou.

A declaração do presidente veio após ele ingressar com uma notícia-crime contra Alexandre de Moraes, por abuso de autoridade e, em seguida, o ministro Dias Toffoli recusar o pedido.

Moraes é autor de vários inquéritos que o Supremo tem aberto à revelia do Ministério Público e, em alguns deles, até o presidente Jair Bolsonaro é investigado. O processo que apura as supostas Fake News, por exemplo, já foi encerrado em julho de 2021 por falta de provas, mas o ministro abriu outro que está em vigor até os dias de hoje sem encontrar um crime e um culpado.

- Ele se comporta como um líder de partido de esquerda de oposição. Ele se comporta o tempo todo. E por que essa ação? Esse inquérito da fake news? Primeiro que fake news não existe. Nos acusam de gabinete do ódio. Me apresenta uma matéria. ‘Olha, essa matéria acho que nasceu do gabinete do ódio’. Não tem - revelou o chefe do Planalto.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários