Criador do antivírus McAfee morre em prisão da Espanha

A polícia espanhola investiga a morte do criador do antivírus McAfee. O homem foi encontrado morto em sua cela, nesta quarta-feira (23), poucas horas depois de a Justiça do país aprovar sua extradição para os Estados Unidos.

O corpo de John McAfee, de 75 anos, foi descoberto por volta das 19 horas, na cela que ele ocupava, na prisão Brians 2, perto de Barcelona. As autoridades qualificaram a causa da morte como “aparente suicídio".

McAfee estava preso desde outubro de 2020, quando estava prestes a embarcar em um voo para Istambul.

- Houve uma morte que, aparentemente, aponta para suicídio. Mas, a confirmação virá pela necropsia, que deverá ser realizada nos próximos dias - afirmou a polícia.

Acusado nos Estados Unidos de fraude fiscal, John McAfee, ficou milionário com o antivírus que leva seu nome, na década de 80. Posteriormente, tornou-se um guru das criptomoedas e era seguido por um milhão de pessoas no Twitter.

McAfee, porém, não havia declarado milhões de dólares em receitas com a promoção de criptomoedas, serviços de consultoria, conferências e direitos vendidos para um documentário sobre sua vida. As autoridades americanas emitiram um mandado de captura pela Interpol e solicitaram sua extradição.

Segundo o governo americano, McAfee ganhou mais de US$ 12 milhões entre 2014 e 2018 sem declarar impostos.

- Para ocultar seus rendimentos e bens do serviço tributário (...) o réu ordenou que parte de sua renda fosse paga a laranjas e colocou propriedades em seu nome - acrescentou o documento.

Em caso de condenação, pegaria até 30 anos de prisão.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários