Mendonça anula condenação de Arruda por "farra dos panetones"

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça, anulou condenação do ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, na "farra dos panetones".

Arruda tinha sido condenado a quase três anos de prisão - em regime semiaberto - por forjar recibos e, assim, receber doações ilegais de Durval Barbosa que, mais tarde, tornou-se delator do esquema.

Ao analisar o caso do ex-governador, Mendonça entendeu que não era competência da Justiça do Distrito Federal e encaminhou o processo para a Justiça Eleitoral; dando entendimento idêntico aos dos colegas da Corte Suprema, que têm anulado sentenças de outros corruptos.

O Ministério Público ainda não se pronunciou se vai recorrer da decisão. Caso isso ocorra, o processo irá para análise do plenário do STF.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários