Duas pessoas são presas por ajudar Lázaro a fugir. Buscas entram no 17º dia

A força-tarefa com 300 homens, que procura pelo serial killer Lázaro Barbosa, chega no 17° dia de buscas, nesta sexta-feira (25), com duas pessoas presas por suspeita de dar fuga ao assassino. A polícia não divulgou a identidade dos dois homens, mas disse que são um fazendeiro, de 74 anos, e um caseiro. A imprensa flagrou o momento em que um deles é detido e levado para a Delegacia de Águas Lindas de Goiás, no DF.

Lázaro é suspeito de uma chacina em Ceilândia (DF) e outros sete crimes. E, mesmo tendo tido ajuda para fugir dos policiais, o Secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, afirmou que as equipes estão se aproximando do local onde ele está escondido.

- Ele andava sempre pelos canais, dificultando nosso trabalho. Temos um indicativo forte de onde ele está. (...) Nós fechamos o perímetro e estamos cercando cada vez mais - revelou.

Miranda acredita que há uma “rede criminosa” que apoia Lázaro, mas ressaltou que a força-tarefa está trabalhando para prender todos os que estejam dando fuga ao “maníaco” do DF.

Os detidos desta sexta-feira, por exemplo, já tentaram retirar o fugitivo do perímetro onde ocorrem as buscas, mas o cerco realizado na tarde de quinta-feira (24) ajudou a impedir.

- Quem facilita a vida de foragido comete crime. Nós temos indício de que há outras pessoas ajudando e nós vamos chegar nelas. A gente tem alcançado o nosso grande objetivo que é não o deixar cometer mais crimes. E, a cada dia, nós estamos mais próximos dele e dessa rede criminosa que apoia absurdamente esse sujeito - contou.

Enquanto Lázaro não é encontrado, os moradores da região rural onde ele está escondido sofrem com a espera de horas para poder passar pelas barreiras policiais. É que todos os veículos estão sendo revistados, minuciosamente, na tentativa de pegar aquele que está dando fuga ao criminoso.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários