Barbie ganha versão trans

A boneca Barbie, que, em março deste ano, completou 63 anos de existência, embalou e fez a cabeça de milhares de meninas por gerações, ganhou versão trans, nesta quarta-feira (25).

A Mattel, fabricante do brinquedo, resolveu aderir ao politicamente correto e lançou uma boneca, não mais homenageando mulheres, profissões, roupas e nacionalidades, a empresa preferiu fazer uma edição que prestigiasse a trans Laverne Cox, que atua na série americana Orange Is The New Black.

- O que mais me deixa animada sobre a boneca ser lançada é que crianças e jovens trans poderão vê-la, comprá-la e brincar com ela e saber que há uma Barbie feita pela Mattel, pela primeira vez, semelhante a uma pessoa trans - disse Laverne.

Lisa McKnight, vice-presidente-executiva da Mattel, comemorou a criação da boneca e falou em alto e bom som.

- Estamos orgulhosos de destacar a importância da inclusão e aceitação em todas as idades - argumentou.

Além da Mattel, a Disney e outras grandes empresas do entretenimento têm feito desenhos animados, séries juvenis, programas e até lançamento de roupas, tudo voltado para a estimulação de crianças e jovens trans "saírem do armário".

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários