STF não vai investigar Pacheco

A notícia-crime que havia contra o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), foi derrubada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal STF), Dias Toffoli.

Pacheco é acusado de prevaricação ao também rejeitar pedidos de impeachment contra os integrantes do Supremo. O advogado que protocolou a denúncia também afirmou que o senador é sócio licenciado de um escritório de advocacia que atua no caso da barragem de Mariana (MG).

Toffoli alegou que a notícia-crime foi derrubada na Corte Suprema do país, pois, desta vez, quem tem o direito de abrir o inquérito é a Procuradoria-Geral da República (PGR).

No dia 11 deste mês, Pacheco se reuniu em jantar na casa da senadora Simone Tebet (PP-TO) e também prometeu ficar ao lado dos ministros do STF em caso de ruptura com outros Poderes. Na ocasião, além de vários políticos de oposição ao presidente Jair Bolsonaro (PL), estavam alguns integrantes da corte: Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários