Praias do Rio de Janeiro, 80% das amostras de areia estão contaminadas com coliformes fecais

A prefeitura do Rio de Janeiro realizou um estudo e constatou que 80% das amostras que colheu das praias cariocas estão contaminadas com coliformes fecais.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente confirmou que, dos 24 pontos examinados, 19 foram classificados como "não recomendados" para o banhista.

Para esse levantamento, a Secretaria tinha quatro pontuações para qualificar a areia das praias cariocas. Poderia ser "ótima, boa, regular e ruim".

Trechos como da Praia Vermelha, a de Leme, Copacabana, Botafogo e todas as da Zona Sul foram consideradas inapropriadas para a população. Mas também houve praias nobres como as de Ipanema e Leblon, que também continham uma grande quantidade de coliformes fecais.

Já as da Ilha do Governador e Paquetá estavam cheias de parasitas, bactérias e fungos.

Apenas as praias do Flamengo, a de Ipanema (somente em frente à rua Maria Quitéria) e a de São Conrado (próximo do Hotel nacional) foram consideradas limpas.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários