Bebê de dois meses morre após ser arremessada da janela pelo próprio pai

A pequena Isabel de Aguilar Loesch faria dois meses, nesta segunda-feira (30), em Teófilo Otoni (MG), mas a família não pôde comemorar o "mêsversário" porque o pai dela, David Loesch Filho, de 26 anos, arremessou a criança de uma altura de 15 metros matando o bebê.

A mãe de Isabel, Lucinete de Aguilar Souza, de 36 anos, contou aos policiais que nao convivia com David. Ela disse que, no sábado (28), ele chegou à casa dela brigando, como fez durante toda a gravidez, e que, em determinado momento, quando ela foi à cozinha verificar um doce que estava fazendo; ele aproveitou a chance e jogou a própria filha da laje da casa. 

O corpo da menina caiu na rua. A bebê foi socorrida por populares, mas faleceu na UPA da cidade.

Loesch fugiu do local logo em seguida, mas, com receio de ser agredido por populares, se entregou para a polícia e disse estar arrependido.

A mãe da criança, no entanto, desmentiu o acusado e disse que ele chegou a golpeá-la na barriga, enquanto estava grávida.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários