Candidato que, supostamente, divulgar Fake News terá o registro cassado, ameaça Moraes

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que será o próximo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e também é o responsável pelo inquérito das Fake News há quase 4 anos sem nunca ter pego um acusado do crime, disse, nesta terça-feira (31), que candidatos flagrados divulgando notícias falsas terão o registro cassado.

A declaração foi dada em evento fechado com diplomatas estrangeiros, nesta semana.

- Notícias fraudulentas divulgadas por redes sociais que influenciem o eleitor acarretarão a cassação do registro daquele que a veiculou - alegou, acrescentando que "a Justiça Eleitoral está preparada para combater as milícias digitais".

O presidente do STF, Edson Fux, que, recentemente foi "desconvidado" de evento no Rio Grande do Sul em virtude da grande impopularidade dos integrantes da corte, completou a fala do colega; afirmando que a comunidade internacional deveria ficar "em alerta" porque "acusações levianas" sobre o sistema eleitoral brasileiro devem se multiplicar no segundo semestre deste ano.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários