Com uma só "tacada", Tarcísio pretende revitalizar e acabar com o consumo de drogas no centro de SP

O engenheiro e militar da reserva, Tarcísio Gomes de Freitas, pré-candidato ao Governo de São Paulo, tem um plano arrojado para acabar com dois grandes problemas do centro de São Paulo: a falta de revitalização e o consumo frequente e cada vez maior de drogas.

Em declaração feita recentemente, o ex-Ministro da Infraestrutura do Governo Bolsonaro adiantou que, caso eleito, vai trazer a sede administrativa do Governo - que hoje está no Morumbi - para o coração da cidade, assim, ele dá cara nova ao espaço e acaba com a "Cracolândia" no local, que tira a segurança e o sossego de quem mora nas redondezas.

- Não tem nada melhor para revitalizar o centro de São Paulo do que levar o Poder para o centro de São Paulo - destacou.
- Se você pega, hoje, a Praça Princesa Isabel, lá, caberia, perfeitamente, o centro administrativo de São Paulo - pontuou.

Homem de confiança do presidente Jair Bolsonaro, Tarcísio comandou, durante três anos, um dos ministérios mais elogiados do Governo Federal e de tantas obras concluídas em sua gestão, ele foi apelidado pelos colegas do Planalto de "Thorcísio", "3º superministro", "ministro-unanimidade" e "Asfaltador-Geral da República".

Eleito o pior prefeito de São Paulo, em pesquisa realizada pelo Datafolha, Fernando Haddad (PT), criticou o plano de Freitas.

 - Não é daqui. Não deve saber onde fica - debochou o petista, que acabou de ser apontado pelo Ministério Público réu em processo que apura improbidade administrativa. O prejuízo causado foi no valor de R$ 5,2 milhões, quando era prefeito de São Paulo e tentava construir uma ciclovia.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários