Na Itália, Parada LGBT exibe Virgem Maria nua

A Parada do orgulho LGBTQIA+, em Cremona, na Itália, no sábado (4), foi muito criticada por apresentar a Virgem Maria, mãe de Jesus, nua.

Líderes da Igreja Católica e partidos conservadores censuraram a manifestação e consideraram o gesto uma afronta à religião cristã.

- São gestos que não fazem bem a ninguém e que ferem as muitas pessoas que estão se empenhando com respeito recíproco em nome de uma sociedade sem discriminações - disse o bispo de Cremona, Antonio Napolioni.

O prefeito de Cremona, Gianluca Galimberti, que é de centro-esquerda e pagou pelo evento, também se mostrou "decepcionado" a Virgem blasfema.

- Virgem blasfema é inqualificável e desrespeitoso não apenas a quem acredita, mas também a quem participou da marcha manifestando as próprias ideias com respeito - destacou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários