Após fazer oferta de ressarcimento de imposto aos governadores, Bolsonaro pede que caminhoneiros fotografem as bombas

Atento às falcatruas de postos de combustíveis ou possíveis desacordos com as gestões estaduais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu, nesta terça-feira (7), que os caminhoneiros do Brasil fotografem os postos de abastecimento por todo o país; a fim de que o Governo Federal possa avaliar se os preços caíram ou não conforme proposta feita pela União, esta semana.

- Hoje, eu comecei a falar para os caminhoneiros, todo mundo, fotografar os painéis das bombas de combustível. Porque, quando se promulgar a PEC e se sancionar o projeto de lei que já foi aprovado na Câmara e está no Senado, a redução já é para o dia seguinte - garantiu o presidente.
- A gente vai exigir que a margem de lucro dos tanqueiros e do dono de posto de combustível não seja majorada com a nossa diminuição de impostos - acrescentou.
- O que agora nós propusemos: a parte do ICMS que vai para os governadores não vai mais, essa parte quem vai pagar sou eu, e você abaixa o preço do combustível na bomba. O diesel a sugestão é essa, não vai ter mais ICMS nem imposto federal no diesel - completou.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) prevê a redução de impostos federais sobre combustíveis com compensação financeira aos estados. O texto já passou pela Câmara e, agora, vai para o Senado.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários