Aluna afirma que sexo biológico existe, vai pra "solitária" e é obrigada a deixar escola

A adolescente estava em uma palestra de cunho esquerdista, quando discordou do tema apresentado e disse que sexo biológico existia.

Revoltadas, as colegas da jovem, em torno de 50 pessoas, cuspiram, xingaram e comprimiram a menina de forma que ela desmaiou na hora.

O caso aconteceu no Reino Unido.

Após a agressão com a jovem, a escola se desculpou pelo programa trans fortíssimo dentro da instituição. Mas, na semana seguinte, a adolescente foi colocada em "solitária" no colégio. Ou seja: ela não poderia mais assistir aulas e nem expor sua opinião a colegas e professores duarante a aula e foi apelidada de "provocadora".

Pressionada, a menina deixou a escola e, agora, está em homeschooling.

O professor dela, John Rickards, denunciou o caso em seu blog e a escritora inglesa J.K.Rowling questionou as autoridades do país:

- Vergonhoso! Qual o crime cometido por ela? Dizer que sexo existe - disparou a escritora de Harry Potter, que também já se manifestou diversas vezes contra a ideologia de gênero e fgoi "cancelada".

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários