China ameaça Taiwan: "Não hesitaremos em iniciar uma guerra"

O governo comunista da China ameaçou, diretamente, Taiwan, na sexta-feira (10), e disse que, se a ilha declarar independência, ocorrerá uma guerra.

- Se alguém se atrever a separar Taiwan da China, o exército chinês não hesitará em iniciar uma guerra, custe o que custar - disparou o ministro da Defesa chinês, Wu Qia.

A declarações em tom ameaçador foram feitas diretamente ao Secretrário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin.

Wu Qia ainda mandou um recado ao presidente Joe Biden, afirmando que o Estado americano não deveria se envolver no assunto. Pois, a China sempre viu Taiwan como parte de seu território e que isso não vai mudar.

Os Estados Unidos, no entanto, têm ligações comerciais estreitas com Taiwan desde 1994. A província encaminha produtos à América e em troca de investimentos no país.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários