China se torna maior importadora de energia da Rússia

O governo comunista da China, um dos maiores aliados de Vladmir Putin, acaba de se tornar também um dos maiores clientes. É que o grande país asiático superou a Alemanha e, agora, é a nação que mais compra energia do Kremlin; desbancando até a Alemanha.

Segundo fontes do governo russo, o país arrecadou 93 bilhões de euros, de 24 de fevereiro até o dias atuais, em venda de petróleo, carvão e gás natural.

Entre os principais clientes, estão países da União Europeia, como Alemanha, Itália, Holanda e Polônia.

A China, por sua vez, que fortaleceu sua economia e base industrial no período da pandemia da Covid-19, precisou importar mais energia e solicitou ao parceiro comercial que tem sido rechaçado por vários grupos econômicos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários