VÍDEO: Deputados exigem que STF dê prazo de 10 dias para que Lula explique como ficou rico sem trabalhar

O questionamento partiu do deputado federal Bibo Nunes (PL-RS). Na Tribuna da Câmara, o parlamentar questionou o apostura dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que deram ao presidente Jair Bolsonaro (PL) cinco dias para que ele "dissesse" onde estavam o jornalista inglês Dom Philips e o indigenista Bruno Araújo, que adentraram a Floresta Amazônica e não foram mais vistos.

- Hoje, eu vou questionar o STF porque o STF questiona tudo. Há pouco tempo deram cinco dias de prazo para o presidente da República explicar onde estava o jornalista e o indigenista. Quero saber se isso é caso ou preocupação para um presidente da República ou para um STF. É não ter o que fazer! É um desrespeito total entre os poderes! - desabafou.

Mostrando um cartaz com os dizeres: "STF! Peço explicação: Como o ex-presidente Lula ficou milionário sem trabalhar?, Bibo Nunes continuou:

- Eu quero fazer um pedido ao STF, que se intromete em tudo: qualquer partido da Rede, que era um partido que só tinha uma deputada, era atendido. Eu sou deputado do maior partido da Casa (...) Eu quero uma explicação: vocês de intrometem em tudo e mais um pouco. Só não se intrometem no que ainda não molhou com a chuva (...) Então, é um direito meu: Como o ex-presidente Lula ficou milionário sem trabalhar? - questionou.

A deputada Alê Silva (Republicanos-RJ) fez coro ao discurso do colega:

- Excelência, reitero o que o meu colega, deputado Bibo Nunes, falou aqui, na tribuna. STF, peço explicação: Como o ex-presidente Lula ficou milionário sem trabalhar? (...) Deem 10 dias (acho que é um prazo razoável) para que o senhor ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, diga como ficou rico sem trabalhar - sugeriu.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários