Ignorando esforço de Bolsonaro para baixar preço dos combustíveis, Petrobras deve anunciar novo aumento

O Conselho de Administração da Petrobras realizou reunião de "emergência" durante o feriado de Corpus Christi, nesta quinta-feira (16) à tarde, só para definir que o preço dos combustíveis será reajustado ao consumidor.

A postura repentina do Conselho foi vista com descrença e surpresa até pelos dirigentes da estatal que criticaram o Conselho por deabter um tema que não é da competência deles.

Apesar do burburinho formado, os conselheiros definiram que um novo reajuste no preço dos combustíveis poder ser anunciado hoje mesmo (17) e até adiantaram que o diesel e a gasolina brasileira

estão com defasafem de valor de 18% e 14%, respectivamente, se comparados com os preços do exterior.

Se o aumento for aprovado pela estatal, é uma rasteira significativa na tentativa infindável do presidente Jair Bolsonaro de reduzir o valor do combustível ao consumidor brasileiro. Pois, poderia anular o benefício do corte do imposto sugerido por ele e aprovado pelo Congresso.

A postura contrária da Petrobras aos interesses do Governo Federal e do Brasil é mais uma prova de que Bolsonaro tem razão: a estatal precisa ser privatizada com urgência.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

 

Mostrar comentários