Ex-contador do Lula é suspeito de lavar dinheiro para o PCC

João Muniz Leite, ex-contador de Lula (PT), está sendo investigado pelo Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) por, supostamente, ganhar 55 vezes na loteria.

O absurdo é tão grande que, em certa ocasião, Leite dividiu o prêmio de R$ 16 milhões com o traficante Anselmo Bechelli Santa Fausta, morto em dezembro de 2021.

Santa Fausta era o principal fornecedor de drogas do PCC. Era dele, por sinal, a empresa de ônibus, a UPBus, que tinha contrato com a prefeitura de São Paulo.

Além de João Muniz, a esposa dele também está sendo investigada.

O contador trabalhou por três anos para Lula, de 2013 a 2016, e chegou a prestar depoimento em defesa do petista durante a Lava-Jato.

A Justiça estadual de São Paulo já determinou o bloqueio de R$ 40 milhões em bens, tanto do contador quanto da facção criminosa PCC.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários