Há 12 anos, Bin Laden já fazia coro para Joe Biden tornar-se presidente dos EUA

Doze anos atrás, quando ainda era o líder cofundador de um dos mais perigosos grupos terroristas do mundo, Osama Bin Laden, escrevia cartas a aliados orientando sobre as próximas ações da organização contra o, então presidente Barack Obama, e outras nações como o Paquistão e Afeganistão.

A carta de 2010, no entanto, menciona um nome muito conhecido hoje. É o do presidente Joe Biden. 

Osama Bin Laden "fazia votos" para que o democrata subisse ao poder em solo norte-americano. Deixou isso escrito eternizado em carta. Mas, astuto, o terrorista fez questão de frisar que o democrata não estava "preparado".

- Biden está totalmente despreparado para o posto (de presidente), o que vai levar os EUA a uma crise - revelou.

Mais de uma década depois, não é que Osama Bin Lade tinha razão?

Biden tem o pior índice de rejeição nos primeiros anos de governo de um presidente dos Estados Unidos. Tomou medidas arbitrárias e encheu de vergonha até colegas de partido, como no caso da saída das tropas americanas do Afeganistão, onde ele deixou bilhões de dólares em armas e equipamentos e até soldados para trás.

Fora isso, a inflação nos EUA já é a maior desde 1981: 8,6% no acumulado.

Deve ser por isso que a sobrinha de Bin Laden, Noor Bin Ladin, fez tanta campanha a favor da reeleição do republicano Donald Trump.

- O Estado Islâmico proliferou sob a administração Obama-Biden, levando-os a vir para a Europa. Trump mostrou que protege os EUA e a nós, por extensão de ameaças estrangeiras; destruindo terroristas pela raiz e antes que eles tenham a chance de atacar - disse Noor, que vive na Suíça, ao "NY Post". 

Usando a grafia ligeiramente diferente do sobrenome da família para se distanciar do "legado", Noor defendeu abertamente a trajetória política de Trump.

- Ele deve ser reeleito. É vital não só para o futuro dos EUA, mas para o futuro da civilização ocidental - declarou em 2020.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários