Netflix demite 300 funcionários após perda significativa de assinantes

A Netflix dispensou 300 funcionários no Canadá, Estados Unidos, Europa, Ásia e América Latina, nesta quinta-feira (23).

Essa é a segunda demissão em massa que a empresa teve que fazer depois que o número de assinantes vem caindo consideravelmente nos últimos anos e também em virtude da queda nas ações do streaming que despencaram na bolsa de valores.

A Netflix vinha recebendo críticas pelo conteúdo ideológico dos filmes ofertados ao cliente, não ouviu e perdeu mais de 200 mil assinantes apenas no primeiro trimestre de 2022. 

A gigante do streaming prevê que 2 milhões de pessoas deixarão a plataforma nos próximos meses, caso as estimativas se concretizem. Isso resulta em desaceleramento na receita da empresa que, por sua vez, tem que conter gastos.

Em 10 anos, essa é a primeira vez que a plataforma perde assinantes sem parar. Na Rússia, o streaming nem existe mais e 700 mil assinantes deixaram o serviço.

Em contrapartida, as concorrentes HBO Max, Disney e Amazon têm tido crescimento vertiginoso em proporções parecidas com as quais a outra vem caindo.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários