Suprema Corte dos EUA proíbe aborto legal no país

A Suprema Corte americana, o mesmo que o Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil, decidiu, nesta sexta-feira (24), que o aborto não é mais um direito constitucional nos Estados Unidos.

Por 5 votos a favor, 3 contra e 1 abstenção, a Suprema Corte anulou a antiga regra, a "Roe v. Wade", que concedia às mulheres o direito de abortar em território estadunidense. 

A partir de agora, cada estado americano poderá legislar nesse sentido, dizendo se autoriza ou não o procedimento.

A medida é histórica e quebra as pernas da indústria do aborto após 49 anos de existência.

Vários centros de aborto já encerraram as atividades no país e nove estados já se preparam para criminalizar a prática, que movimenta milhões de dólares ao ano.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários