Léo Dias, Metrópoles e Antonia Fontenelle pedem desculpa à atriz Klara Castanho

O colunista Léo Dias, o portal de notícias Metrópoles e a youtuber Antonia Fontenelle pedem desculpas à atriz Klara Castanho depois de divulgarem na internet que a moça estava grávida, mas doou o bebê.

Neste sábado (25), após a polêmica vir à tona, a ex-global se manifestou nas redes sociais e confirmou que doou o bebê porque teria sido concebido em um estupro.

- Eu vou me dirigir diretamente a Klara Castanho. Apesar que, quando eu fiz a minha live, não citei o nome dela, mas ela se apresentou ontem e eu saí, mais uma vez, de vilã da história por algo que eu não fiz. Eu não falei o nome dela, eu preservei o nome dela e, por incrível que pareça, o Leo Dias nunca veio aqui nas minhas redes me defender, mas, por questão de Justiça, eu preciso dizer que até o próprio Leo Dias protegeu a Klara e ofereceu ajuda - justificou-se Fontenelle.
- O que chegou até mim, não foi o que você escreveu na sua carta, então, quem me acompanha, sabe que eu faço um trabalho pesado contra a violência doméstica, quanto à erotização infantil, contra a violência contra a criança, contra a violência contra a mulher. Eu acho abominável, acho que estuprador, neste país, tinha que ser morto. É pena de morte. É o que eu penso e é o que eu desejo - completou.

Léo Dias, por sua vez, escreveu:

- Errei ao publicar qualquer linha a este respeito. Mesmo que a revelação da história não tenha partido de mim, mesmo que Klara tenha escrito uma carta pública narrando a dor que sentiu com toda esta violência e que eu só tenha escrito sobre o assunto após a carta dela ser publicada - admitiu.
- Mesmo que eu soubesse de tudo desde o início, eu não deveria ter escrito nenhuma linha sobre esta história ou ter feito qualquer comentário sobre algo que não tenho o direito de opinar. Apesar da minha proximidade com o fato, reconheço que não tenho noção da dor desta mulher. E, por isso, peço, sinceramente, perdão à Klara - finalizou.

Klara publicou longa carta este final de semana, comentando como tudo ocorreu e desmentindo seus acusadores. Os funcionários do próprio hospital teriam ligado para os jornalistas, disse a atriz.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários