(VÍDEO) Empresário, que denunciou MEC, afirma o que já havia dito à CGU em depoimento: O Ministro não participou de esquema

O empresário José Edvaldo Brito contou, em entrevista à Jovem Pan, que, ao denunciar possíveis irregularidades no Ministério da Educação (MEC), que Milton Ribeiro comandava, ele foi direto ao ministro e relatou os fatos.

Milton Ribeiro estava acompanhado de um representante da Controladoria-Geral da União (CGU), de Marcelo Ponte, presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e Victor Godoi, atual Ministro do MEC; quando ouviu sobre o caso de corrupção e pediu, imediatamente, que fosse aberta uma investigação sobre o relato do empresário e também solicitou que ele prestasse depoimento ao órgão de apuração.

- O Ministro não tinha, nem os funcionários do Ministério, uma vírgula para apontar (de corrupção que partisse deles) - afirmou.

A defesa de Milton Ribeiro disse, em nota, que o ex-Ministro e os funcionários do MEC não têm poder para favorecer nenhuma pessoa, cidade ou estado do Brasil junto à pasta e voltou a lembrar que foi o próprio pastor quem levou o caso ao conhecimento da CGU para ser investigado.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários