MS: Jovem sofre tentativa de estupro em diretório do PT

O caso aconteceu em novembro do ano passado e a jovem relatou à polícia que estava participando de um Congresso da Juventude do PT, em Mato Grosso do Sul, que durava seis dias, quando a tentativa de estupro ocorreu, no dia 27 daquele mês, um sábado.

Os petistas se confraternizavam em festa regada à álcool, quando o homem conseguiu levar a jovem embriagada para um cômodo vazio e mais afastado e tentou violentá-la.

A polícia civil foi chamada e a veredora Camila Jara (PT) saiu em defesa da mulher e disse:

- Já é bem conhecido que, em casos de violência contra a mulher, a tendência é que tentem culpabilizar a própria vítima ou minimizar o acontecido. Partidos políticos não são uma bolha isolada da sociedade e esse tipo de comportamento reproduzido dentro do partido deve ser repudiado e encaminhado à justiça - disse, na época.

O agressor também se pronunciou e disse que ele e a colega que o denunciou já haviam se beijado antes, em outro momento, quando ele disse que a levaria no bebedouro, mas a encaminhou para o quarto vazio.

- Apenas fiquei com ela, um beijo, nada mais. Estávamos bebendo e ela próxima a mim, nós brincando, uma atitude mais de amizade que qualquer outra intenção. Ela sorriu, disse que depois iríamos, depois a chamei novamente e fomos, subimos até uma sala e ali nos beijamos e em seguida ela quis descer e tudo tranquilo - alegou.

O diretório estadual do PT não se pronunciou sobre o caso.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários