Desemprego cai para 9,8% e é a menor taxa desde 2015

No trimestre encerrado em maio deste ano, a taxa de desemprego no Brasil despencou para 9,8% e ja é a menor desde 2015, quando o índice estava em 8,3%.

Os dados foram divulgados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad) e mostra que no trimestre anterior, que terminou em abril, o desemprego era maior com taxa em 10,5%.

Já o número de ocupados subiu e é o maior desde 2012. São 97,5 milhões de pessoas trabalhando, um acréscimo de 2,4% em comparação do trimestre anterior. E o número de desempregados diminuiu 11%,5%, se analisado com o trimestre anterior.

Os dados são recordes, segundo a coordenadora de pesquisas do IBGE, Adriana Beringuy.

- Trata-se de um processo de recuperação das perdas que ocorreram em 2020, com gradativa recuperação ao longo de 2021. No início de 2022, houve uma certa estabilidade da população ocupada, que retoma agora sua expansão em diversas atividades econômicas - explicou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários