Bolsonaro lamenta a morte de Caiado Filho: "Não há dor maior para um pai"

O presidente Jair Bolsonaro (PL) comentou, neste domingo (3), a morte do filho do governador de Goiás, Ronaldo Caiado.

Ronaldo Caiado Filho, de 40 anos, faleceu na manhã deste domingo e o pai a madrasta, Gracinha Caiado, receberam a notícia; enquanto estavam em uma missa, no interior do estado. Eles saíram às pressas do local.

Nas redes sociais, Bolsonaro que tem quatro filhos homens e uma menina, se solidarizou com Caiado e escreveu:

- Minha solidariedade à família e ao Gov. Caiado pelo passamento de seu filho, Ronaldo Caiado Filho. Não há dor maior para um pai ou uma mãe do que perder um filho. Peço a Deus que, em sua infinita bondade, cuide da alma daquele que parte e conforte o coração de quem permanece - declarou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários