Senadores planejam deixar indicado de Bolsonaro ao STF em “banho-maria”

Senadores de oposição estariam planejando deixar o nome do Advogado-Geral da União (AGU), André Mendonça, indicado do presidente Jair Bolsonaro a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) para o lugar de Marco Aurélio Mello, que se aposenta em 12 de julho, “em espera” por tempo indeterminado.

A intenção dos opositores é, simplesmente, não votar pela aprovação do AGU e argumentar que o Senado tem outras prioridades para debater. Com isso, os congressistas evitam que Mendonça assuma a cadeira e barram, na prática, a indicação do presidente.

Mas, o fato é que a articulação dos senadores não terá efeito por muito tempo, porque, rejeitando um nome, o presidente tem o direito de indicar outros. Além do mais, o Governo de Jair Bolsonaro também tem os seus aliados.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários