Argentina está "desintegrando" e população vai às ruas no Dia da Independência: "Governo de ladrões"

Milhares de argentinos foram às ruas do país para protestar contra o governo populista de Alberto Fernández e Cristina Kirchner, neste sábado (9), Dia da Independência.

Houve atos em várias cidades argentinas, mas os manifestantes se concentraram mesmo foi em Buenos Aires, em frente ao Obelisco e, indignados com a atual situação econômica, gritavam: "governo de ladrões" e "vá para Cuba que te pariu".

A Argentina vem sofrendo há anos com uma recessão aprofundada pelas medidas de isolamento social impostas por Fernández e Kirchner. Como resultado do lockdown mais severo e longo do mundo, o desemprego aumentou, empresas faliram, os investidores extrangeiros deixaram o país e a inflação disparou.

E o pior ainda está por vir: o Banco central argentino indica que a inflação deste ano será de 72,6% e a do ano que vem de 60%, indicando que os próximos anos serão sombrios para a população.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários