Energia vai cair quase 20%, anuncia o Governo

Depois do combustível e outros itens essenciais que tiveram a alíquota do ICMS reduzida em virtude de proposta do Governo Federal, o Executivo Nacional já prevê uma queda considerável nas faturas de energia elétrica.

Segundo estimativa do Ministério de Minas e Energia, os estados brasileiros cobravam entre 25% e 30% de imposto estadual. Como ele foi reduzido a 18%, o valor final da conta do consumidor deve baixar consideravalemente.

Mas, atenção: nem todos os consumidores perceberão uma alteração no preço cobrado porque alguns entes federados tributam por valor consumido e atividade exercida. Muito embora, o novo cálculo do ICMS estabeleça a não incidência de serviços de transmissão, distribuição e encargos setoriais.

Além de tudo isso, a privatização da Eletrobras contribuirá em 5,5% para a redução tarifária. 

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários