MP investiga vandalismo do MST em sede da Bayer

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) abriu investigação, na sexta-feira (8), para apurar os atos de vandalismo praticados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), na sede da Bayer, em Jacareí (SP).

A manifestação do MST ocorreu em 10 de junho e, de acordo com o movimento, os integrantes do MST resolveram depredar o lugar porque estavam "insatisfeitos" com supostas substâncias tóxicas que a empresa importa.

A Bayer, por sua vez, se defendeu das acusações e argumentou que “defende o diálogo e atua de forma transparente e responsável em todos os seus negócios no Brasil”.

A empresa disse ainda que vai "contribuir" para as investigações "no que for solicitado".

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários