PEC dos Benefícios passa com folga em segundo turno da Câmara

A PEC dos Benefícios, também chamada de PEC das Bondades, foi aprovada com folga no segundo turno da Câmara dos Deputados.

Por 469 votos a favor e apenas 17 contra e outras duas abstenções, o Governo Federal conseguiu muito mais do que os 308 parlamentares de que precisava e, assim, o texto passou pelo último "crivo" do Congresso Nacional.

O texto prevê vários benefícios para categorias "esquecidas" por governos anteriores como caminhoneiros (auxílio mensal de R$ 1 mil), taxistas, aumento do Auxílio Brasil para R$ 600 e acréscimo no vale-gás de 50%.

O texto foi aprovado sem alterações e como a redação já foi avalizada pelo Senado a PEC dos Benefícios segue para promulgação.

As despesas têm data para iniciar e terminar não estão extrapolando o teto de gastos da União, já que os benefícios serão bancados por créditos extraordinários.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários