Bolsonaro vai comprar diesel da Rússia mais barato do que o vendido no Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, nesta semana, que as boas relações que mantem com os líderes de diversos países tem garantido ao Brasil o suprimento de itens essenciais, como os fertilizantes que a União compra da Rússia e, agora, o diesel, que também virá do kremlin. E o melhor: a um preço mais barato do que o vendido em território nacional.

- Estamos solucionando o problema. Zerei os impostos federais, os governadores, por força de lei, reduziram também o ICMS, na minha ida à Rússia, acertei fertilizantes para o agronegócio e, agora, está quase certo um acordo para comprarmos diesel bem mais barato da Rússia, onde a Petrobras e alguns já compraram mais caro - detalhou Bolsonaro.

Nos próximos 60 dias, o combustível deve chegar e a expectativa do governo é a de que a Petrobras seja obrigada a reduzir o preço do diesel para as refinarias.

Na segunda-feira (11), Bolsonaro se reuniu com a presidente da Hungria, Katalin Novák, e, em breve, deve anunciar importantes acordos bilateriais fechados com o país.

Na próxima semana, ele conversa por telefone com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, também em virtude de novos contratos comerciais.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários