Omar Aziz e Fausto Júnior batem boca em CPI

O deputado estadual Fausto Júnior (MDB-AM), que prestou depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, nesta terça-feira (29), discutiu com o presidente do colegiado, o senador Omar Aziz (PSD-AM).

Logo no início da sessão, o presidente da CPI disparou que Fausto Júnior será investigado por não ter indiciado o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), pela CPI da Saúde, da Assembleia Legislativa do estado.

Em seguida, Aziz questionou o parlamentar sobre o local onde ele morava e o deputado estadual se recusou a responder porque a pergunta não tinha relação com a pandemia da Covid-19.

- Não vejo o nexo causal da pergunta - afirmou.

Aziz rebateu:

- A pergunta é para mostrar ao Amazonas o porquê ele não indicou o governador. Aí vocês vão ver o que é um escândalo. Essa CPI vai quebrar o sigilo das empresas, o modus operandi de uma membra do Tribunal de Contas do Amazonas para saber por que ele não indiciou e a evolução fantástica de imóveis em condomínios residenciais de altíssimo custo para quem morava em um lugar simples até pouco tempo atrás - respondeu o senador, acrescentando:
- Se vossa excelência não responder, vai ser investigado pela CPI - ameaçou.

Fausto Júnior foi relator da CPI da Saúde realizada pela Assembleia Legislativa do Amazonas, em 2020. O requerimento de convocação é de autoria do senador governista Marcos Rogério (DEM-RO). O objetivo é reforçar a responsabilidade do governo estadual na crise sanitária ocorrida naquele Estado.

O deputado estadual tentou propor o indiciamento de Aziz, ex-governador do Amazonas, na CPI da Assembleia Legislativa que investigou a atuação da administração estadual na saúde.

A Comissão estadual identificou indícios de corrupção em pagamentos indenizatórios de gestões anteriores e da administração atual, comandada por Wilson Lima (PSC). Mas, os parlamentares não indiciaram Lima e nenhum ex-governador do Amazonas. Omar Aziz reagiu à afirmação dizendo que só o registro de pagamento, feito sem licitações para situações urgentes, não indica nenhuma irregularidade. E ofendeu Fausto de não ter boa-fé.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários