(VÍDEO) Ex-repórter da Globo escancara a hipocrisia da emissora, em defender os direitos do trabalhador, mas negar o privilégio aos funcionários

O ex-jornalista da Rede Globo, Marcos Uchoa, que trabalhou 34 anos na emissora carioca e cobriu centenas de matérias investigativas, revelou, sem querer, um dos segredos da "poderosa", no podcast "Inteligência Ltda", de Rogério Vilela.

Na ocasião, Uchoa admitiu que a Globo ficou em uma situação bastante desconfortável ao ter que cumprir a legislação trabalhista existente no Brasil e colocar todos os funcionários em regime de CLT. Muitos "caciques" da casa eram somente contratados com salários altíssimos, mas sem pagar os devidos impostos ao Governo Federal; tanto o colaborador quanto a empresa.

- Uma das coisas que o Bolsonaro fez... Pessoas que tinham um salário melhor na Globo ganhavam como Pessoa Jurídica e, no primeiro ano do Bolsonaro, ele já foi em cima da Globo, em termos trabalhistas, dizendo que isso não podia ser assim - explicou.
- E todo mundo voltou a ser funcionário. Até Galvão! Até Faustão! Todo mundo tinha que ser funcionário - confessou.

Sempre antenada, a influencer Bárbara, do canal "TeAtualizei", compartilhou o momento em suas redes sociais e disse:

- Acho tão bonitinha a HIPOCRISIA da Globo, que sempre pregou a defesa do trabalhador e seus direitos, mas, na hora de contratar, era PJ, sem direito trabalhista nenhum. Qdo foi submetida à mesma regra que as demais empresas no país, a crise comeu solta... - destacou.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários