Em encontro com dezenas de Embaixadores, Bolsonaro afirma temer fraudes nas eleições 2022

O presidente Jair Bolsonaro (PL) recebeu mais de 40 embaixadores, nesta segunda-feira (18), para uma apresentação no Palácio da Alvorada 

Durante o encontro, ele comentou sobre as falhas nas urnas eletrônicas encontradas pelo Departamento de Cibernética das Forças Armadas e também argumentou sobre a fragilidade do sistema eleitoral brasileiro.

O Governo Bolsonaro fez um extenso clipping de matérias jornalísticas, assim como mostrou aos embaixadores vídeos com as manifestações dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que tanto lutam para evitar a impressão do voto eletrônico e tornaram Lula (PT), principal opositor do atual presidente elegível; embora ele tivesse condenação por corrupção e lavagem de dinheiro.

Jair Bolsonaro detalhou aos emissários que quer apenas eleições "transparentes e confiantes", como vem repetindo há anos. Mas, teme que o processo seja fraudado em virtude da fragilidade dos equipamentos eletrônicos, que o STF e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) insistem em não atualizar, conforme recomendações dos militares.

- Hackers ficaram por oito meses dentro do TSE. Ao longo do inquérito, eles poderiam alterar nomes de candidatos e transferir votos de um para transferir a outros - explicou.

E reclamou da postura do presidente do TSE, Edson Fachin, responsável por anular todas as sentenças de Lula na operação "Lava-Jato", em convidar mais de 100 "observadores internacionais" para "avaliar" as eleições no Brasil.

- No Brasil, não tem como acompanhar a apuração (das urnas eletrônicas). Eu não sei o que vêm fazer observadores de fora por aqui. Vão fazer o que se o sistema é falho e inauditável? - questionou.

E acrescentou:

- Sei que os senhores (embaixadores) querem a estabilidade democrática no nosso país, mas ela só será conseguida com eleições transparentes e confiáveis - ressaltou.

Edson Fachin foi convidado, mas recusou participar do evento.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários