Presidente do Banco do Brics diz: "Brasil vai se tornar a Arábia Saudita dos alimentos"

O presidente do Novo Banco de Desenvolviemtno (NDB), mais conhecido como "Banco do BRICS", bloco econômico que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, Marcos Troyjo, afirmou que o cenário mundial é muito favorável para a agricultura nacional.

- Esse tipo de cenário internacional que se descortina é muito favorável para o Brasil. O mundo vai precisar de comida e infraestrutura - avaliou.

O diplomata e economista disse que, enquanto super potências se especilizaram e investiram alto em tecnologia ao longo dos séculos, o Brasil se tornou conhecido pelos alimentos, que garantem a sobrevivência do mundo.

- O Brasil vai virar a 'Arábia Saudita dos alimentos'. Muitos países dos Oriente Médio se transformaram em países de alta renda: Catar, Emirados Árabes, Arábia Saudita, Bahrein e Omã, baseados na produção e exportação de combustível fóssil - destacou, explciando como essas nações havia feito fortuna.

Mas, no caso do Brasil, a situação é diferente.

- O Brasil é fonte renovável no comércio de alimentos. Num cenário em que países com grande população vão crescer muito, o Brasil está fadado a acumular sucessivos superávits comerciais ao longo do tempo - previu.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários