Recado dado: Bolsonaro avisa que não indicará nenhum ministro abortista para vaga no STF

O presidente Jair Bolsonaro (PL), caso reeleito, terá a chance de indicar mais dois ministros ao Supremo Tribunal Federal (STF), em 2023. Aos que desejam a vaga na Corte Máxima do país, ele mandou um recado: não indicará ninguém que seja a favor do aborto.

A declaração foi feita, enquanto ele participava de motociata durante a Marcha Para Jesus, neste sábado (23), no Espírito Santo.

Com a capital capixaba lotada, o atual chefe do Planalto levou os apoiadores ao delírio, quando fez a afirmação.

— Quem porventura chegar à presidência ano que vem colocará em 2023 mais dois ministros no Supremo Tribunal Federal (STF). Se for eu, pode ter certeza: nenhum abortista, da minha parte, será colocado dentro do Supremo Tribunal Federal. Isso está muito claro para mim - garantiu.

Bolsonaro ainda tocou em outro ponto importante para católicos e evangélicos e disse que seu Governo continuará evitando a legalização das drogas e a implementação do comunismo por ideologias e políticos de esquerda.

– Todos os dias, quando me levanto, eu repito os gestos e os pensamentos, dobro meus joelhos, elevo meu pensamento ao Senhor e peço que esse povo brasileiro não experimente as dores do comunismo – disse, ao lado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

E acrescentou:

– Peço, mais do que sabedoria, peço força para resistir e coragem para decidir. Nós, aos poucos, vamos sabendo o que se prepara para o nosso Brasil. Por falta de conhecimento, diz a palavra, o povo pereceu. Vocês já têm conhecimento o suficiente para saber que é uma luta do bem contra o mal. Vocês sabem, o outro lado, o que o Mal quer. Quer banalizar o aborto. Quer aprovar a ideologia de gênero. Quer liberar as drogas em nosso país - emendou.
– Digo a vocês, mais uma passagem da nossa bíblia, onde se diz: "Nada temeis, nem mesmo a morte, a não ser a morte eterna". Juramos dar a vida pela nossa pátria,  e faremos muito mais do que isso pela nossa liberdade - finalizou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários