Cesta básica na Venezuela custa quase 20 salários mínimos

A cesta básica na Venezuela, país que vive sob ditadura esquerdista desde 1999, equivale a incríveis US$ 460 (R$ 2,5 mil). Ou seja: quase 20 salários mínimos do país.

Segundo o Centro de Documentação e Análise Social da Federação Venezuelana de Professores, a Cendas-FVM, a cesta básica só contém produtos básicos e, mesmo assim, de 2021 para 2022, aumento US$ 160.

Óleo, cereais e derivados do leite e o café estão entre os "vilões", com 20%, 18% e 17% de acréscimo, respectivamente.

Com a economia afundando, o ditador Nicolás Maduro tratou de ir para a TV estatal tentar explicar por que, aproximadamente, 95% da população vivem na pobreza. Mas, conseguiu apenas informar que justificar a suposta inflação na casa dos dois dígitos é tarefa para o Banco Central da Venezuela, e não para ele.

A Venezuela, que já foi um dos países mais prósperos da América Latina, vive em penúria há décadas e até o Produto Interno Bruto (PIB) teve um decréscimo de 25% em 2022; já que muitas empresas faliram e o capital

estrangeiro, simplesmente, fugiu de lá.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários