Atletas cubanas fogem após mundial nos Estados Unidos

Duas atletas cubanas fugiram de seu país após disputar o Mundial de Atletismo em Eugene, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira (27).

Yaimé Pérez, do lançamento de disco e Yiselena Ballar, dos dardos e o fisioterapeuta Carlos González abandonaram a delegação, de acordo com o Instituto Cubano de Esportes (Inder).

A fuga dos três é considerada como falta grave pelo governo ditatorial de Cuba e aconteceu na volta para o país, em escala que eles faziam em Miami.

Cuba, que recentemente prendeu centenas de pessoas que se manifestaram contra o governo do país, já teve uma das melhores delegações do mundo. Mas, tem sofrido nos últimos anos com a fuga dos desportistas. Os atletas alegam que vivem em condições desumanas na ilha, onde falta comida, medicamento, combustível e até energia elétrica. 

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários