Delegado Paulo Bilynskyj, que havia criticado Lula nas redes sociais, tem demissão aprovada pela Corregedoria da PC

O delegado Paulo Bilynskyj, de 35 anos, teve a sua demissão da Polícia Civil aprovada, semana passada, por ter feito e compartilhado um vídeo em suas redes sociais no qual é acusado de fazer apologia ao estupro e racismo.

O vídeo, analisado pela Corregedoria da instituição, mostra uma moça branca sendo carregada por homens negros e a legenda: "situação fica preta para quem não se prepara para concursos".

As imagens foram divulgadas no perfil da escola Estratégia que o delegado mantém, para quem deseja estudar para concursos públicos.

Bilynskyj, que é pré-candidato a deputado federal por São Paulo e tem também um clube de tiros, já criticou o ex-presidente e ex-presidiário Lula (PT) em seus perfis na web e convocou os mais de 700 mil seguidores a participarem dos atos de 7 de Setembro.

Questionado sobre a demissão que segue para o governador Rodrigo Garcia (PSDB) autorizar ou não, Bilynskyj comentou:

- Tudo não passa de represália política - resumiu.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários