Paraná: União Brasil confirma candidatura de Moro ao Senado

O União Brasil, segundo partido pelo qual o ex-juiz federal, Sérgio Moro, tem passagem, confirmou, nesta terça-feira (2), que ele será candidato ao Senado pelo Paraná, estado onde nasceu.

Moro havia tentado mudar sua residência para São Paulo e disputar o cargo por lá, onde teria mais chances de ser eleito; já que aquele é o maior colégio eleitoral. Porém, o Partido dos Trabalhadores (PT), de Lula, que ele mandou pra prisão por lavagem de dinheiro e corrupção, impediu a transição.

A candidatura de Moro ficou, então, "patinando" por meses. Ele saiu do Podemos e migrou para o União Brasil rapidamente. Não sabia ainda em que cargo iria concorrer e a candidatura ao Planalto já estava fora de cogitação. Ao mesmo tempo, o ex-ministro da Justiça se negava a concorrer à Câmara dos Deputados. Queria um cargo, mas, digamos assim, à sua altura. Lutou, lutou até que conseguiu disputar o do Senado.

A mulher dele, a advogada Rosãngela Moro, segue os passos do marido e vem candidata a deputada federal por São Paulo.

Agora, resta saber se o casal terá votos suficientes para passar na peneira do eleitor. É que desde que saiu "atirando" contra o Governo do presidente Jair Bolsonaro, em abril de 2020, no início da pandemia da Covid-19, Moro não é bem-visto nem por apoiadores do Planalto e, muito menos pela oposição, a quem mandou para trás das grades.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários