Rosa Weber manda PGR investigar Bolsonaro e Roberto Dias

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou, nesta quinta-feira (1), pedido para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) investigue o presidente Jair Bolsonaro e Roberto Ferreira Dias, indicado do ex-Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta ao cargo de diretor de logística da pasta. Dias foi acusado de pedir propina.

- Determino a abertura de vista dos autos à Procuradoria-Geral da República, a quem cabe a formação da opinio delicti em feitos de competência desta Suprema Corte, para manifestação no prazo regimental - escreveu Weber no documento.

O pedido de investigação foi feito pela deputada federal Natália Bonavides (PT-RN) com base na denúncia de propina publicada pelo jornal Folha de S.Paulo.

A parlamentar acionou o STF, pois, de acordo com ela, Bolsonaro teria cometido o crime de prevaricação e Dias, associação criminosa, corrupção passiva e advocacia administrativa.

Weber solicitou manifestação do PGR, Augusto Aras.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários