A dias da aposentadoria, Marco Aurélio diz torcer tanto para Mendonça quanto para Aras

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), decano da Corte, Marco Aurélio Mello, disse, nesta quinta-feira (1), torcer para que o atual Advogado-Geral da União (AGU), André Mendonça, ou o Procurador-Geral da República (PGR), Augusto Aras, ocupem a cadeira dele.

- Agradeço a presença, com palavras muito amáveis, do doutor André Mendonça, que tem a minha torcida para substituir-me no Supremo - declarou ele durante as homenagens que recebia em sessão virtual.

Ao final da fala, Marco Aurélio disse que o desejo também se estendia a Augusto Aras, atual procurador-geral da República.

- O que disse em relação ao doutor André, falo quanto ao doutor Augusto Aras. Seria uma honra para mim muito grande vê-lo ocupando a cadeira que deixo no Supremo - desejou.

Marco Aurélio se aposenta em 12 de julho, após 31 anos dedicados à judicatura. Mendonça e Aras são os favoritos para assumir o seu lugar.

- Fui muito feliz na bancada do Supremo, na ocupação de uma das 11 cadeiras mais importantes da República. Tive realizações incontáveis como servidor de meus semelhantes e sempre atuei com espontaneidade, desassombro e pureza da alma - contou.

Marco Aurélio foi indicado ao posto pelo ex-presidente impeachmado Fernando Collor de Mello. Com a saída dele, o decano da Corte passa a ser Gilmar Mendes.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários