Bolsonaro autoriza o uso das Forças Armadas para conter crimes ambientais em Rondônia

O presidente Jair Bolsonaro decretou, nesta sexta-feira (2), ampliação da atuação das Forças Armadas na repressão a delitos ambientais no estado de Rondônia. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) ambiental já está valendo para toda a Amazônia.

A medida se restringia a operações em áreas de propriedade ou posse da União, áreas federais de preservação, imóveis da União e limitava-se às regiões com maior incidência de queimadas e desmatamento. Mas, para atuar em outras áreas, os governos estaduais precisariam fazer um requerimento de solicitação ao presidente da República.

Foi, exatamente, o que fez o governador de Rondônia, Marcos Rocha. Ele formulou um requerimento e foi aprovado. O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União.

Desde 2019, já foram autorizadas duas operações das Forças Armadas na Amazônia: “Verde Brasil 1” e “Verde Brasil 2”. Entretanto, a renovação da atuação dos militares na região foi anunciada pelo vice-presidente da República, Hamilton Mourão, no início de junho.

Mourão, que preside o Conselho Nacional da Amazônia, disse que a nova ação custará aos cofres públicos o valor de R$ 50 milhões, operando de 28 junho a 31 de agosto.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários