Após vídeo polêmico com Dembelé, empresa de games Konami cancela contrato com Griezmann

A Konami, tradicional desenvolvedora japonesa de games, cancelou o contrato que havia, recentemente, anunciado com o atacante da seleção francesa, Antoine Griezmann.

O anúncio foi feito depois que a empresa soube que circulava um vídeo na internet em que o jogador Ousmane Dembélé gravou, durante a pré-temporada 2019/20 do Barcelona no Japão. Nas imagens, os dois atletas aparecem rindo de um grupo de técnicos trabalhando para consertar uma TV em um quarto de hotel no Japão.

Os atletas negam supostas ofensas racistas.

- Havíamos anunciado que Antoine Griezmann seria nosso embaixador do [card game] Yu-Gi-Oh!, mas à luz dos recentes acontecimentos, decidimos cancelar o contrato - disse, em comunicado, a empresa.
- A Konami Digital Entertainment acredita que, assim como é a filosofia dos esportes, qualquer tipo de discriminação é inaceitável - completou, acrescentando que vai solicitar ao Barcelona, time em que Griezmann atua, que detalhe sobre o caso e suas ações futuras.

Ao ser comunicado do rompimento do contrato e das consequências, Griezmann negou as ofensas racistas, nesta terça-feira (6), em suas redes sociais.

- Nos últimos dias, certas pessoas quiseram me mostrar como alguém que não sou. Rejeito com firmeza as acusações feitas contra mim e lamento ter ofendido algum de meus amigos japoneses - alegou o atleta.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários