Três pessoas morrem em acidente com explosivos apreendidos pela polícia no RS

Cinco pessoas ficaram feridas e três morreram durante uma operação que tentava destruir artefatos explosivos apreendidos pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul, em Guaporé, na Serra Gaúcha, nesta quinta-feira (8). As vítimas fatais eram dois militares do Exército e um civil.

Os feridos foram encaminhados ao Hospital Manoel Francisco Guerreiro, em Guaporé e, alguns deles, já receberam alta.

O Comando Militar do Sul (CMS) informou que foi instaurado um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as circunstâncias do acidente e prestou condolências aos familiares das vítimas.

Uma equipe do Instituto Geral de Perícias do Rio Grande do Sul (IGP-RS) continua periciando o local, depois que todos os explosivos foram detonados. O objetivo é identificar os explosivos que causaram o acidente e o raio de projeção dos estilhaços.

O material apreendido na “Operação Explosive” é de uso restrito e controlado pelo Exército. Setecentos e trinta quilos de artefatos explosivos e 338 metros de acessórios para a detonação, como cordéis detonantes e outros, foram encontrados de forma irregular na sede e no galpão de uma empresa do ramo de terraplanagem. A empresa adquiria quantidade maior do que a necessária para obras.

A investigação ainda apura qual era a destinação dada pela empresa ao material comprado em excesso.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários