Maduro pede aos EUA que suspendam bloqueio econômico a Cuba

Sem citar as determinações do governo cubano, Nicolás Maduro alegou que os Estados Unidos são culpados pelos protestos de domingo (11), em Cuba, e pediu que o Governo de Washington suspenda as sanções contra a ilha caribenha.

- Se os Estados Unidos e a oposição extremista querem, realmente, ajudar o povo cubano, levantem imediatamente todas as sanções e o bloqueio contra o povo cubano. Daqui, da mesa de negociações, do palácio presidencial, como disse ao telefone com o presidente Miguel Diaz-Canel, ofereço todo o apoio da República Bolivariana da Venezuela ao povo de Cuba, ao governo revolucionário de Cuba da Venezuela. Irmãos nos bons tempos, irmãos nos tempos ruins, sempre irmãos. Cuba sairá disso com a unidade e o apoio da maioria de seu povo heroico - disse, nesta segunda-feira (12).

Milhares de cubanos foram às ruas protestar contra o bloqueio da internet, falta de liberdade e as terríveis crises econômica e sanitária que assolam o país.

Esse foi a maior manifestação do povo cubano, em 40 anos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários