Morre Kentaro Miura, o mais famoso mangaká do Japão, autor de Berserk

Kentaro Miura, morreu, no dia 6 de maio de 2021, aos 54 anos, em virtude de uma dissecção aguda da aorta. O mangaká japonês ficou conhecido entre o público geek por sua obra mais famosa: a série de mangá Berserk.

Lançada em 1989, o cenário sombrio e violento ilustrado por desenhos, extremamente, explícitos e detalhados contribuíram para o sucesso do mangá; uma vez que agradou ao público “gore” (termo referente a algo intenso e obscuro.)

O ambiente da obra foi inspirado na Europa Medieval, onde o protagonista Guts, um mercenário frio e solitário com um passado dramático e conturbado, procura por vingança de seu ex-mestre.

Foram, ao todo, 40 volumes publicados do mangá pela revista Young Animal e venderam mais de 50 milhões de exemplares em 15 países. Fora isso, o autor já havia sido homenageado em 2002 com o prêmio cultural japonês “Osamu Tezuka”.

A obra-prima de Miura deu tanto certo que inspirou outras produções de sucesso como a Final Fantasy e Devil may Cry.

Contudo, a vida do grande ícone do gênero gore não foi repleta apenas de êxitos, tampouco fácil. A carreira de um mangaká é árdua e exaustiva. Eles trabalham, em média, 15 horas por dia, sete dias por semana, e só têm tempo para comer e dormir. Um trabalho que exige uma vida atarefada e devota a um único foco e era justamente sobre o que Kentaro escrevia nos “tankobons” de seus mangás.

A morte do renomado e respeitado autor japonês deixou uma grande legião de fãs desolados. Não só por conta do final incerto da série, mas por se perder um dos melhores mangakás que o Japão já teve.

Diversos influencers digitais e admiradores da série manifestaram pêsames nas redes sociais. A Darck Horse Comics, editora de quadrinhos americana, também lamentou a partida de Kentaro e o descreveu como uma verdadeira lenda na arte de mangá, expressando toda a gratidão pela extraordinária obra que concedeu.

Texto: Pietra Pavarotti

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários